17/05/2018 - Minas vai sediar Fórum Internacional sobre Segurança do Paciente

Estão abertas as inscrições para o VI Fórum Internacional sobre Segurança do Paciente: Erros de Medicação. O evento será realizado na Universidade Federal de Minas Gerais, em Belo Horizonte, nos dias 3 e 4 de agosto. O presidente do Instituto para Práticas Seguras no uso de Medicamentos, Mário Borges, explica que o encontro pretende divulgar iniciativas que contribuam para a prevenção de erros e aprofundar o debate sobre o tema.

Mário Borges destaca que essa é uma preocupação mundial, tanto que a Organização Mundial da Saúde lançou, em 2017, o 3° Desafio Global de Segurança do Paciente. A meta é reduzir pela metade os danos graves e evitáveis relacionados a medicamentos em cinco anos. O encontro vai discutir formas para se atingir esse objetivo.

“Ao analisar os estudos feitos no Brasil e fora do Brasil a gente nota que esse é um problema importante. Na área de assistência hospitalar, os erros de medicação são a terceira causa de danos aos pacientes. Na atenção primária – que seria ambulatório, farmácia, Upas - é a primeira causa, principalmente em idosos. São pacientes que usam muitos medicamentos e que, muitas vezes, têm danos por não utilizarem de forma adequada."

No Brasil, são registradas cerca de 250 mil mortes no Brasil por ano devido a erros na área de assistência. De acordo com Borges, o paciente chega na unidade de saúde com um problema e vem a falecer depois por outro motivo. Estudos realizados nos Estados Unidos, ainda apontam a ocorrência de 8 a 10 mil mortes por ano devido ao mau uso de medicamentos. O especialista destaca que, além do erro na própria prescrição, outros motivos podem levar ao uso incorreto de medicamentos. "Podemos ter também o erro na hora da dispensação, que é a entrega do medicamento, que pode ser feita de forma inadequada na farmácia ou dentro do hospital. Ou pode ser no momento da administração do medicamento, na hora que o medicamento vai ser utilizado tanto pelo paciente ou quando a equipe de enfermagem vai administrar o esse medicamento. Então, nós temos várias etapas em que o erro pode acontecer."

Segundo a Organização Mundial da Saúde a etapa em que ocorre a maior parte dos erros é no momento do preparo e da administração de medicamento.

“Na prescrição pode se ter prescrição eletrônica e na dispensação pode se ter código barras, e uma série de coisas, mas a preparação e a administração de medicamento é uma área que depende muito do conhecimento do profissional e das condições de trabalho do profissional. Então não é fácil mexer nisso. Nos temos muito estudos que mostram que o cansaço e o estresse aumentam o número de erros." 

Se interessou pelo tema? Então busque saber mais e se inscreva para o VI Fórum Internacional sobre Segurança do Paciente: Erros de Medicação. O site do evento pode ser acessado pelo endereço eletrônico: www.forumismp.com.br

Para ouvir esta e outras matérias, acesse a News Farma, a rádio do sistema CFF/CRFs.

Fotos Relacionadas