10/07/2018 - BEM ESTAR GLOBAL: Mulheres e pessoas com asma serão público-alvo na Tenda da Farmácia



Os farmacêuticos estarão junto com a Rede Globo e o Sesi prestando atendimento gratuito à população de Betim (MG), durante o projeto Bem Estar Global, que ocorre no dia 20 de julho, das 8 às 13 horas, no estacionamento do Ginásio Poliesportivo de Betim (MG). Na tenda da Farmácia, as atividades serão voltadas à prevenção do câncer do colo do útero na população feminina de 25 a 64 anos, e ao rastreamento de casos de asma e à orientação das pessoas com essa doença. Os conselhos atuarão em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, o projeto Âmbar/UFOP, a Sociedade Brasileira de Citologia Clínica (SBCC), a Sociedade Brasileira de Farmácia Clínica (SBFC) e a Sociedade Brasileira de Farmacêuticos em Oncologia (Sobrafo).

O público-alvo da ação não foi escolhido por acaso. Segundo levantamento feito em 2013 pela Agência Internacional de Investigação em Câncer, o câncer do colo do útero mata 288 mil mulheres por ano em todo mundo, sendo que 80% das mortes acontecem em mulheres de países em desenvolvimento. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que serão registrados 16.370 casos novos de câncer do colo do útero a cada ano do biênio 2018/2019. Na Região Sudeste, serão 4.420 novos casos, dos quais, 890 em Minas Gerais. Sem considerar os tumores de pele não melanoma, o câncer do colo do útero é o primeiro mais incidente na Região Norte (25,62/100 mil). Nas Regiões Nordeste (20,47/100 mil) e Centro-Oeste (18,32/100 mil), ocupa a segunda posição mais frequente (http://www.inca.gov.br/estimativa/2018/sintese-de-resultados-comentarios.asp).

A asma também preocupa, pois é uma das condições crônicas mais comuns que afeta tanto crianças quanto adultos, sendo um problema mundial de saúde e acometendo cerca de 300 milhões de indivíduos. Estima-se que, no Brasil, existam aproximadamente 20 milhões de asmáticos, se for considerada uma prevalência global de 10%. Em 2011 foram registradas pelo DATASUS 160 mil hospitalizações em todas as idades, dado que colocou a asma como a quarta causa de internações. A taxa média de mortalidade no país, entre 1998 e 2007, foi de 1,52/100.000 habitantes. Neste contexto, o uso correto e seguro dos medicamentos é um desafio. Segundo as Diretrizes da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia para o Manejo da Asma – 2012, a técnica de uso do inalador pressurizado (bombinha) sem espaçador não é trivial, e mais de 50% dos pacientes cometem erros.

Papanicolau – A coleta de amostras para os exames ginecológicos será realizada com o apoio da Sociedade Brasileira de Citologia Clínica (SBCC), da Sociedade Brasileira de Farmacêuticos em Oncologia (Sobrafo) e da Secretaria Municipal da Saúde de Betim. Sete consultórios garantirão privacidade às pacientes. Os exames serão realizados pelos farmacêuticos do Lapac/EF/Ufop e os resultados, entregues posteriormente, pelos serviços de saúde indicados no local. Para ser atendida a mulher necessitará, além de ter entre 25 e 64 anos, já ter se relacionado sexualmente, não ter usado lubrificantes ou medicamentos vaginais nas 24 horas antes da coleta, não estar menstruada (preferencialmente), estar de bexiga vazia e apresentar o cartão SUS no momento da coleta (caso tenha).

Asma – Para participar da campanha da asma, estão sendo convidadas pessoas que já têm a doença ou estão com tosse, falta de ar, aperto e chiado no peito. Todos os pacientes com esses sinais e sintomas serão submetidos aos testes de capacidade respiratória (pico de fluxo). Quem apresentar resultados alterados será encaminhado para diagnóstico nosológico. Pessoas que já têm o diagnóstico serão orientadas sobre o uso de dispositivos inalatórios e sobre medidas não farmacológicas para o controle da doença. "É importante que elas tragam seus medicamentos, receitas e resultados de exames”, comenta a coordenadora da ação pelo CFF, Josélia Frade.

A presidente do CRF-MG, Yula Merola, destaca o empenho da entidade em contribuir para a realização de um evento tão bem pensado pelo CFF e de tanta relevância social. “É nosso dever incentivar os farmacêuticos a se apropriarem da condição de promotores da saúde, levando acolhimento, orientação e cuidado a todos que precisam", observa Yula, assinalando que, Minas Gerais tem profissionais de excelência para isso.

O presidente do Conselho Federal de Farmácia (CFF) ressalta o ineditismo da ação, que coloca em evidência duas áreas de atuação farmacêutica, a citologia e a farmácia clínica. “Além de contribuirmos para a prevenção de duas doenças graves, estaremos divulgando que somos aptos a coletar amostras para exames preventivos e realizá-los. Também somos grandes aliados das pessoas que sofrem de dificuldades respiratórias.”

Fonte: Comunicação do CFF

Fotos Relacionadas