Atividades e serviços

A equipe do Cebrim/CFF se propõe a fornecer suporte técnico, aos profissionais da saúde, para a solução de questões práticas relacionadas ao uso de medicamentos. O atendimento é realizado por farmacêuticos treinados nessa atividade, os quais se utilizam de informações técnico-científicas imparciais, atualizadas, contextualizadas e criticamente avaliadas, conforme parâmetros das condutas fundamentadas em evidências.

Responder perguntas encaminhadas por profissionais da saúde (informação reativa), é o serviço nuclear oferecido pelo Cebrim/CFF, o qual é gratuito, personalizado e estritamente confidencial.

Por meio da informação reativa, o Cebrim/CFF apoia a solução de problemas variados relacionados à utilização de medicamentos, entre os quais, incluem-se:

• Identificação de fármacos e medicamentos nacionais e estrangeiros, de uso corrente ou em investigação; sua disponibilidade e/ou equivalência no mercado nacional e internacional.

• Mecanismo de ação, usos clínicos, eficácia, efeitos adversos, toxicidade, precauções e contraindicações de medicamentos.

• Posologia, duração e uso apropriado dos medicamentos em qualquer situação clínica, incluindo grupos especiais como: neonatos, crianças, idosos, diabéticos, hipertensos, cardiopatas, nefropatas, grávidas e lactantes.

• Farmacocinética: absorção, distribuição, metabolismo e excreção.

• Possíveis interações de medicamentos com álcool, alimentos e outros medicamentos.

• Interferência de medicamentos com testes laboratoriais.

• Armazenamento e conservação de medicamentos, principalmente quando se requer condições especiais.

• Compatibilidade e estabilidade de misturas para administração parenteral.

• Outras questões relacionadas à terapêutica.

Além da informação reativa, o Cebrim/CFF realiza outras atividades, entre as quais:

• Publicação do Boletim Farmacoterapêutica.

• Treinamento em serviço, para farmacêuticos, com vistas a fomentar a implantação e fortalecimento de centros e serviços de informação sobre medicamentos.

• Estágio para estudantes de Farmácia, sobre estratégias para promoção do uso racional de medicamentos e atividades de um CIM. 

• Apoio a outros centros e serviços de informação sobre medicamentos.

• Apoio a comissões de farmácia e terapêutica e órgãos do Estado, nas três esferas, para elaboração e revisão de listas medicamentos essenciais.

• Pesquisa de satisfação dos usuários do serviço, como parte do processo de garantia de qualidade.

• Revisão da utilização de medicamentos.

• Apoio técnico a pesquisas, dissertações e teses em temas afins.

• Publicação de documentos de referência, artigos e livros.

• Parcerias com instituições afins (ex.: BUKO Pharma-Kampagne).

• Desenvolvimento de banco de dados de perguntas e respostas (Sifar).