Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

I Congresso Brasileiro de Ciências Farmacêuticas

Motivação e superação: o que o sobrevivente da tragédia aérea dos Andes tem a dizer

Data: 30/10/2017

O uruguaio Gustavo Zerbino, conhecido por ter sobrevivido a um desastre aéreo na cordilheira dos Andes chilena e por ter tido que decidir comer carne humana para sobreviver, dará uma palestra interativa, no Congresso Brasileiro de Ciências Farmacêuticas, das 16h às 17h30, do dia 18 de novembro, em Foz do Iguaçu (PR). Ele é diretor da Companhia Cibeles S.A e representante do laboratório líder em investigação de especialidades farmacêuticas, Merck Sharp & Dohme. Durante 17 anos, foi presidente da Câmara de Especialidades Farmacêuticas do Uruguai e hoje a preside novamente. É ex-presidente da União de Rugby do Uruguai e atual vice-presidente da Fundação Rugby Sem Fronteiras, que atualmente lidera a campanha mundial “Eu Respeito”.

Gustavo e sua equipe de Rugby foi um dos 16 sobreviventes do acidente aéreo ocorrido em 1972 nos Andes, quando morreram 29 pessoas. O uruguaio compartilha com outros executivos e diretores de empresas, a trágica experiência em que teve, junto aos companheiros de time, que decidir comer carne dos falecidos para sobreviver.

O foco da apresentação no Congresso Brasileiro de Ciências Farmacêuticas será “trabalho em equipe” e “motivação”, e será voltada tanto a pessoas que fazem parte de empresas como para quem integra equipes de alto rendimento. “Acredito que esta pode ser uma boa ferramenta a ser utilizada nos momentos de grande incerteza, para enfatizar quais são os verdadeiros valores e princípios que geram resultados na vida”, adianta Zerbino.

De acordo com o conferencista, é extraordinário o efeito que as ferramentas de decisão geram nas pessoas e como elas as conecta com seu máximo potencial: físico, mental, espiritual e emocional, permitindo-as internalizar, vivenciar e automatizar os valores e princípios que fazem a diferença entre o êxito e o fracasso.

A aplicação de ferramentas de decisão permite criar um ambiente de queixas zero, ao compartilhar padrões de conduta e tornar os funcionários partícipes da solução e não do problema. “Transmito ferramentas para direcionar eficientemente a energia das pessoas, aproveitando o que elas fazem e fazendo-as sentirem orgulhosas de serem parte da organização a que pertencem ou para a qual colaboram”, explica Gustavo.

Faça sua inscrição online até dia 31/10, no site: www.congressobrasileiro.org.br

Fonte: Comunicação do CFF
Autor: Murilo Caldas

Fotos Relacionadas

Vídeos















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700