Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Sistema internacional de identificação, a Cruz Verde pode ser usada como referência por farmácias brasileiras

Data: 04/09/2018

As farmácias e drogarias de todo o país podem adotar a Cruz Verde como símbolo de identificação de estabelecimentos que oferecem serviços clínicos farmacêuticos. O projeto de identificação visa à fixação de uma Cruz Verde padronizada luminosa nas fachadas de farmácias e drogarias indicando à população o funcionamento de um estabelecimento de saúde onde são prestados serviços clínicos farmacêuticos. A Cruz é um símbolo universal da saúde e, por isso, há anos é usada para representar causas humanitárias e relacionadas à saúde. Adotada com sucesso em diversos países da Europa e também na América do Sul, a Cruz Verde é um símbolo facilmente reconhecido por visitantes estrangeiros

O uso do símbolo é recomendado pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF) e tem o objetivo de tornar mais rápida a identificação dos estabelecimentos em vias públicas e locais de grande circulação de pessoas. Para a população, o projeto representa mais uma ferramenta de auxílio para o acesso à saúde, já que a sinalização nas fachadas facilitará a localização dos estabelecimentos.

MUDANÇA DE PERFIL - Em 2014, foi publicada a Lei 13.021, que transforma as farmácias e drogarias em unidades de prestação de assistência farmacêutica, assistência à saúde e orientação sanitária individual e coletiva, e assegura a atuação do farmacêutico como responsável técnico. Em paralelo à edição da Lei, o CFF aprovou duas resoluções importantes que reforçam a atuação clínica do farmacêutico, na farmácia. São a de número 585/13, que regulamenta as atribuições clínicas do farmacêutico, e a de número 586/13, que regula a prescrição farmacêutica. A atuação clínica do farmacêutico já está provocando positivos impactos na saúde da população, seja na prevenção quanto no cuidado em saúde.

Tão importante quanto esse novo papel social das farmácias é a adoção de medidas que viabilizem o acesso dos usuários a todos os benefícios gerados com as novas propostas de atuação do farmacêutico. E assegurar o acesso facilitado é um dos objetivos do CFF ao recomendar o uso da Cruz Verde.

“A Cruz Verde será para a população o símbolo de fácil identificação das farmácias como estabelecimentos de saúde onde são prestados serviços farmacêuticos”, comenta Valmir de Santi, conselheiro Federal pelo Estado do Paraná.

A farmácia do Aeroporto Internacional de Confins - Tancredo Neves, em Minas Gerais, já adotou o símbolo para a identificação do estabelecimento de saúde. A farmacêutica Larissa Froes Oliveira Abreu explica que a ideia do uso do símbolo partiu de um outro farmacêutico europeu que trabalhava na unidade e foi prontamente aprovada pela administração do aeroporto, que na época, passava a receber um número maior de voos do exterior. “Mas independentemente da receptividade do turista, acho que a Cruz Verde pode e deve ser adotada pelas farmácias no Brasil para que a população passe a identificar a farmácia como estabelecimento de saúde e reconheça que ali dentro tem um profissional de saúde capacitado e pronto para prestar o melhor serviço à população”, completou a farmacêutica.

CRUZ VERDE - A escolha da Cruz como elemento semiótico se deve, historicamente, estar ligada a ações humanitárias, a favor de doentes e feridos em guerras e conflitos entre nações. Originalmente, a Cruz Vermelha era o símbolo utilizado em uma referência ao "Croix-Rouge", o movimento humanitário internacional criado em Genebra em 1864 com o objetivo de ajudar os feridos em guerras e conflitos.

Na França, até 1913, as farmácias também usavam como símbolo em suas lojas a cruz vermelha, mas, após seu reconhecimento internacional como símbolo da instituição de mesmo nome, a Cruz Vermelha Internacional, a cruz verde foi se impondo pouco a pouco.

Os motivos da escolha da cor verde ainda não são exatamente conhecidos. Uma possível explicação para a preferência pelo verde em oposição ao vermelho foi para fazer uma referencia às plantas medicinais. A Cruz Verde também é o símbolo do Conselho Nacional da Ordem dos Farmacêuticos na França (Conseil National de l’Ordre dês Pharmaciens) registrada em 1984

Características
A Cruz Verde consiste em uma Cruz em estrutura metálica ou em alumínio, nos tamanhos 60x60, 70x70 e 80x80 cm onde estão montadas as lâmpadas de led de alto brilho, podendo ser exibida somente acesa, pisca-pisca e com animação, mostrando hora, temperatura e passagem de texto.

Fonte: CFF
Autor: Comunicação

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700