Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

CFF, com apoio da SBD, lança rastreamento de casos suspeitos de diabetes

Data: 03/11/2018

Na manhã deste sábado, 3 de novembro, o Conselho Federal de Farmácia (CFF), com o apoio da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) lançou oficialmente o projeto Rastreamento de casos suspeitos de diabetes mellitus - Novembro Diabetes Azul 2018. Esforço conjunto para rastrear o risco de diabetes no Brasil, a ação está sendo divulgada por meio da campanha “Diabetes não tem cara. Faça o teste”, estrelada pelo ator José Loreto. O ator tem diagnóstico de diabetes TIPO 1 e, nos filmes, interpreta ele mesmo, contando sua experiência para incentivar a busca pelo diagnóstico.

O lançamento foi realizado durante a abertura do simpósio farmacêutico, atividade paralela ao Forum on Uptades Innovations in Diabetes/First International Clinical Course in Diabetes Its Complications. O fórum está sendo realizado em Brasília, pela SBD, com o apoio do CFF. Estiveram presentes ao ato, os presidentes do CFF, Walter Jorge João, e da SBD, Hermelinda Rocha, além do presidente eleito da International Diabetes Federation (IDF), Andrew Bolton.

O rastreamento tem abrangência nacional. De 14 a 30 de novembro, farmacêuticos voluntários de mais de 400 farmácias espalhadas pelo país terão como meta avaliar 11.750 pessoas, de ambos os sexos, com idade entre 20 e 79 anos, SEM DIAGNÓSTICO PRÉVIO. Todos os participantes serão submetidos ao teste de glicemia capilar, terão medidos a sua circunferência abdominal, o seu peso e a sua altura e também responderão ao teste Finnish Diabetes Risk Score (FINDRISC), para a avaliação do risco de desenvolvimento do diabetes. O atendimento será gratuito. Farmácias e farmacêuticos que desejarem, ainda podem se inscrever para participar da pesquisa (PARA SE INSCREVER, CLIQUE AQUI).

O presidente do CFF declarou-se muito satisfeito por observar uma clara a sintonia de pensamento entre o CFF e a SBD. Hermelinda Rocha discursou que “o farmacêutico tem um papel relevante”, e deve ser “respeitado e inserido” nas ações de prevenção e controle do diabetes. “Claro que temos muito a contribuir e, como fiz questão de frisar, o CFF tem trabalhado fortemente para isso, seja para viabilizar o aparato legal necessário – por meio de leis, resoluções e normas sanitárias; seja na preparação dos farmacêuticos, por meio de iniciativas como o Profar e os cursos do Cuidado Farmacêutico no SUS e em Farmácias Comunitárias; seja no atendimento direto à população, como tem ocorrido no projeto Bem Estar Global, desenvolvido em parceria com a Rede Globo”, reforçou o presidente do CFF

Conforme estimativa feita no ano passado pela IDF, mais de 5,7 milhões de brasileiros têm diabetes e não sabem. Outros 14,6 milhões correm o risco de desenvolvê-lo num futuro próximo. “O rastreamento é uma tentativa de identificar o maior número possível dessas pessoas e encaminhá-las aos serviços de saúde para o diagnóstico e o tratamento”, observou Walter Jorge João.

Na campanha Diabetes não tem cara. Faça o teste, José Loreto participa de dois filmes, que foram apresentados aos participantes do fórum. A partir dessa segunda-feira, os vídeos serão veiculados nas redes sociais. No dia 12, começam a ser exibidos na programação da Globosat (nos canais GNT e Sport TV). Em um dos filmes, José Loreto contracena com a farmacêutica Mônica Lenzi, integrante do Grupo de Trabalho sobre Diabetes do Conselho Federal de Farmácia, que esclarece algumas Fake News a respeito da doença, que circulam na internet. O objetivo é conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico e do tratamento precoces.

Farmacêuticos no Fórum – Após o lançamento oficial, Monica Lenzi fez uma apresentação detalhada sobre o projeto de rastreamento. Os farmacêuticos Wesley Magno Ferreira (GO), José Vanilton de Almeida (SP), Josélia Frade, integrantes do GT sobre Diabetes do CFF, Aline Bonetti (PR), Eloá Medeiros (DF), Lívia Arruda Costa (MG), Solange Brícola (SP) também mostraram experiências que vem desenvolvendo, em seus estados, na prevenção e controle da doença. As atividades do simpósio foram encerradas com uma homenagem feita por Josélia Frade, em nome do CFF, aos farmacêuticos que atuam no cuidado às pessoas com diabetes, dos pioneiros até aqueles em atividade hoje.

 

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700