Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

CFF lança pesquisa sobre o Perfil do Egresso de Programas de Residência no Brasil

Data: 23/05/2019

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) lançou na manhã dessa quinta-feira, dia 23 de maio, o relatório da pesquisa “Perfil dos Farmacêuticos Egressos de Programas de Residência no Brasil”. Realizado pelo CFF, o estudo surgiu do debate durante o I Congresso Brasileiro de Ciências Farmacêuticas, realizado em Foz do Iguaçu (PR), no ano de 2017, e foi produzido com o objetivo de se discutir não apenas os programas de residência uni e multiprofissionais, mas também identificar a necessidade de se qualificar a discussão da formação do farmacêutico em diversos fóruns.

PARA LER O RELATÓRIO DO ESTUDO, CLIQUE AQUI

“Muito além de aproveitar um espaço na programação do congresso, a Comissão Executiva foi responsável por conduzir uma pesquisa de âmbito nacional e, com a ajuda dos egressos formados nesses programas, produzir um documento validado, e com potencial para subsidiar as discussões a respeito da educação farmacêutica no país”, destacou o presidente do CFF, Walter Jorge João, em seu discurso durante o lançamento da publicação.

O estudo apurou que os residentes têm potencial de produção científica relacionada ao impacto da atuação profissional em melhoria de processos locais e assistenciais. Trinta por cento (30%) dos artigos produzidos por eles foram publicados em revistas indexadas. Desses, a maioria obteve classificação mais elevados (>B2) entre os estratos indicativos da qualidade pelos critérios Qualis/Capes 2013-2016. Em outras palavras, a vivência prática é superior a outras especializações lato sensu, com menos de mil horas. É também competitivo ao se comparar com mestrados, em especial, os profissionais, uma vez que a residência proporciona a oportunidade de pesquisa - muitas vezes aplicada - e uma vivência profissional mais ampla.

Outro ponto a ser destacado é que o estudo mostrou uma heterogeneidade estrutural e de processos entre os programas de residência. “Há de se considerar padrões mínimos para formar farmacêuticos especialistas por meio de avaliação dos locais de prática (presença de preceptor, horários, disciplinas e outras atividades)”, comenta Josélia Frade, uma das pesquisadoras responsáveis.

A publicação é apenas uma das iniciativas do CFF para estimular a participação dos farmacêuticos na residência em Saúde. A partir de 2014, o Conselho Federal de Farmácia (CFF) disponibilizou aos farmacêuticos brasileiros um hotsite a respeito de residência, com o objetivo de registrar a história dessa modalidade de formação, as normas que a regulamentam e os editais dos concursos publicados (www.cff.org.br/residencia).

“O Perfil dos Farmacêuticos Egressos de Programas de Residência no Brasil representa uma contribuição do CFF para a sociedade. Espera-se que os resultados dessa pesquisa contribuam para identificar melhorias na formação dos farmacêuticos do Brasil”, reforça Walter Jorge João.

Fonte: Comunicação do CFF

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700