Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Presidente fala sobre a defesa do CFF da RESPONSABILIDADE TÉCNICA por farmácias exclusivamente para farmacêuticos

Data: 23/05/2019

Nesta quinta-feira, dia 23 de maio, o presidente do Conselho Federal de Farmácia (CFF), Walter Jorge João, abriu a 482ª Reunião Plenária do conselho com um discurso contundente sobre a atuação do CFF em defesa da Responsabilidade Técnica por drogarias exclusivamente para farmacêuticos. A plenária acontece simultaneamente ao XII Congresso Brasileiro de Farmácia Hospitalar, em Fortaleza.

Walter Jorge João lembrou que nenhuma entidade ou instituição farmacêutica teve a coragem de tomar frente na luta contra o Projeto de Lei Marluce Pinto, que tramitou por 20 anos no Congresso Nacional e propunha abolir a obrigatoriedade da presença do farmacêutico nas farmácias. “Se não tivéssemos tomado frente nesse processo e proposto a criação do Fórum Nacional de Luta pela Valorização da Profissão Farmacêutica, que uniu toda a categoria em favor da transformação desse PL em uma lei de alcance social, que foi a Lei nº13.021/14, teríamos entre 60 mil e 70 farmacêuticos desempregados no país”, lembrou.

O presidente fez o desabafo em razão das informações infundadas e críticas disseminadas nas redes sociais a respeito do Recurso Extraordinário nº 1.156.197/MG que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF), que versa sobre a possibilidade ou não de assunção de responsabilidade técnica de “técnicos em farmácia” em drogaria. Walter Jorge João historiou toda a ação do conselho neste processo que está sendo acompanhado pelo departamento jurídico do Conselho Regional de Farmácia do Estado de Minas Gerais (CRF/MG), o qual é parte única na referida ação. O CFF apoiou o CRF-MG em outras oportunidades e continua à disposição para prestar todo o auxílio necessário. “Lembrando que se o recurso será admitido ou não ainda está sob a análise dos ministros do Supremo, ou seja, sequer está em questão a análise do mérito da ação”, comentou.

Por fim, destacou que o CFF está no meio de uma disputa pelo mercado de ensino de pós-graduação e que o conselho não defende ou prioriza qualquer instituição de ensino. Ele destacou que o conselho está, sim, buscando no CNE (Conselho Nacional de Educação) a autorização para ministrar cursos de pós-graduação lato sensu para os 220 mil farmacêuticos, gratuitamente!

Clique e acesse o discurso - Rádio NewsFarma - CONVERSA COM O PRESIDENTE - http://bit.ly/2X69PyM

 

 

Fonte: CFF
Autor: Comunicação

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700