Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

CFF, SBFC e Sbrafh têm nova reunião sobre questões farmacêuticas no âmbito da Ebserh

Data: 15/11/2019

Na última sexta-feira (8), o Conselho Federal de Farmácia (CFF) teve nova reunião com dirigentes da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), para debater questões farmacêuticas no âmbito da estatal, incluindo vagas nos concursos públicos, contemplando no mínimo as especialidades de farmacêutico hospitalar e clínico, e farmacêutico analista clínico, pontuação para residentes, além da estrutura organizacional da farmácia. Participaram do encontro a vice-presidente do CFF, Dra. Lenira Costa; o presidente da Sociedade Brasileira de Farmácia Clínica (SBFC) e assessor da presidência do CFF, Dr. Tarcísio Palhano; a diretora de desenvolvimento profissional e de certificação da SBFC, Dra. Lúcia Noblat; e o diretor executivo da Sociedade Brasileira de Farmácia Hospitalar (Sbrafh), Dr. Leonardo Kister.

Na ocasião, o diretor de gestão de pessoas da Ebserh, Rodrigo Barbosa, comunicou o atendimento de um antigo pleito do CFF e da Sbrafh: a pontuação aos portadores de certificado de conclusão de cursos de residência será maior do que aquela atribuída aos concluintes dos demais cursos de pós-graduação lato sensu, conferindo 2 pontos para residentes e 0,9 ponto para os concluintes das demais especializações. Os gestores compreenderam ainda a necessidade de discutir, antes da publicação de novos editais, a distinção das vagas por especialidade farmacêutica, conforme prevê a CBO.

De acordo com o professor Tarcísio Palhano, “foi proposto por Barbosa a realização de um seminário, co-patrocinado pela própria estatal, para debater a questão da diferenciação entre as especialidades no âmbito de atuação do farmacêutico, logo que seja concluída a posse dos aprovados no concurso em trâmite. Considerando a impossibilidade de alteração das regras constantes no edital recentemente publicado, o diretor propôs realocar os farmacêuticos que já integram a Ebserh, por meio de concurso interno de movimentação, expressão utilizada para designar o remanejamento no ambiente de trabalho de acordo com a especialidade, neste caso entre o farmacêutico hospitalar e clínico, e o farmacêutico analista clínico”, explicou o presidente da SBFC.

No que se refere ao organograma, as entidades participantes da reunião seguirão fazendo gestão pela não vinculação de setores farmacêuticos com perfil assistencial às estruturas administrativas, bem como em defesa da não secção da farmácia hospitalar nos hospitais universitários administrados pela empresa. Para tanto, estão sendo reencaminhados à vice-presidência da Ebserh, todos os documentos que abordam a mesma temática, já enviados ao órgão entre os anos de 2012 e 2018.

Para a Dra. Lenira Costa, a conquista de fazer a estatal valorizar os cursos de residência, com pontuação diferenciada no concurso, na verdade também enaltece o papel da própria Ebserh no ensino. “A mudança de posição é fruto do questionamento feito, abrindo os olhos da estatal para um diferencial da rede até então não reconhecido. Seguiremos buscando entendimento com a Ebserh, visando o atendimento de outros pleitos que, além de valorizar a categoria, possibilitam a prestação de serviços de reconhecida qualidade aos usuários do SUS”, enfatizou a vice-presidente do CFF.

Fonte: Comunicação do CFF

Fotos Relacionadas

TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700