Menu Principal

fecha o menu
Experiências exitosas de farmacêuticos no SUS

Notícias do CFF

Planta da Caatinga é princípio ativo de cosmético hidratante

Data: 12/01/2021

Imagina transformar plantas do bioma caatinga em um produto cosmético hidrante para a pele? É o que fizeram pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Eles desenvolveram um estudo e descobriram uma formulação cosmética inovadora a partir dos princípios ativos da Kalanchoe brasiliensis, chamada de saião, coraima ou folha da fortuna. Esse produto recebeu, em dezembro, patenteamento do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual, INPI. 

O doutor em ciências farmacêuticas e professor da UFRN, Márcio Ferrari, explica que a planta é de fácil cultivo, de pequeno porte e se reproduz com facilidade, o que é importante para torná-la matéria prima de produtos. Ele ressalta que o processo para obter o extrato é feito de modo sustentável. “Você faz a extração, passa um solvente que a gente chama que é um líquido extrator, extrai o ativo das folhas, a gente evapora o álcool, seca esse produto e ele vira um pó. E esse pó então é uma matéria prima que tem vários ativos dentro e nós damos especificamente uma atividade dessa planta, que foi a atividade hidratante. É um processo fácil de ser feito. É com etanol. Então, não é um solvente poluente”.

O extrato vegetal passou por testes que comprovaram a segurança para ser usado como matéria prima em produtos cosméticos. A partir daí, começou a ser desenvolvida a formulação. Ficou comprovada a estabilidade e a eficácia, ou seja, as fórmulas com extrato de Kalanchoe brasiliensis retêm a água na pele e melhoram a função de barreira. Assim, melhoram o aspecto da pele! Nenhum teste foi feito em animais. O farmacêutico Márcio Ferrari ressalta que o uso desse extrato é importante para o desenvolvimento econômico sustentável. “Isso trará benefícios econômicos, não só para a região do nordeste, mas a região onde essa planta se desenvolve. Você vai ter um manejo sustentável dessa planta, um cultivo sustentável. Hoje o nosso consumidor, na área cosmética, ele deseja isso, não só inovação, mas também que o produto seja produzido de forma sustentável. Então, mais um produto que qualifica a nossa biodiversidade brasileira”, afirma.

A partir de agora, os pesquisadores estão em busca de empresas de matéria-prima ou produto acabado que tenham interesse em produzir o extrato e/ou a formulação para fazerem a transferência de tecnologia. Só depois disso, produtos com o extrato de Kalanchoe brasiliensis ou Kalanchoe laciniata, popularmente, saião, coraima ou folha da fortuna poderão estar disponíveis para o consumidor.

O áudio desta matéria está disponível na Rádio News Farma

Fonte: News Farma

Fotos Relacionadas





TV CFF















Newsletter

Cadastre-se em nossa newsletter para receber notícias direto no seu e-mail



Copyright © 2008 Conselho Federal de Farmácia - CFF. Todos os direitos reservados.

SHIS QI 15 Lote L - Lago Sul / Brasília - DF - Brasil - CEP: 71635-615

Localização

Fone: (61) 3878-8700